By entering you accept the use of cookies to enhance your user experience and collect information on the use of the website. To find out more

Your message has been sent.

We thank you for your contact and will reply to your request as soon as possible.

O "tierçon" LOUIS XIII é um casco originalmente projetado para o transporte de Conhaque em carruagens puxadas por cavalos, três cascos de cada vez. Daí o nome. O LOUIS XIII tem usado tradicionalmente cascos feitos de carvalho Limousin, que tem os taninos e a porosidade perfeitos para o envelhecimento de uma aguardente.

O envelhecimento implica uma troca contínua entre o espírito e o ar exterior, e o "tierçon" tem a forma mais perfeita para esta finalidade.

O armazém - ou chai - é um lugar de tranquilidade e paz imutáveis, mas o olhar atento do Mestre de Adega está sempre atento ao seu precioso conteúdo. Porque a perfeição não é simplesmente uma questão de paciência. Todos os anos a partir da data de nascimento, o Mestre de Adega irá inspecionar e provar cada casco, avaliando a evolução com um nariz de especialista e selecionando certos cascos para serem misturados com alguns outros.

Aos 50 anos de idade, 300 aguardentes já foram casadas desta forma - e um Mestre de Adega já passou o legado ao próximo. Aos setenta e cinco anos de idade, o número de aguardentes que são misturadas em cada casco estáo se aproximando das 700 - e os anos decorridos viram o dever ser entregue a mais um outro Mestre de Adega. Terão de passar mais outros 25 anos e mais um outro Mestre de Adega antes da lenda alcançar a perfeição.